Alimentos que contêm glicogênio

Alimentos que contêm glicogênio

O glicogênio é uma substância que se encontra nos músculos e no fígado. Obtém-Se os alimentos ricos em hidratos de carbono, mel e farinha, e é uma substância vital para a obtenção de energia no organismo.

O que é o glicogênio?
O glicogênio (ou glicogênio é um polissacarídeo de reserva energética dos animais e é formado por cadeias ramificadas de glicose. Não é solúvel em água e forma dispersões coloidais. É encontrado em abundância nos músculos e em menores quantidades no fígado.
Uma única molécula de glicogênio pode conter 120000 ou mais monômeros de glicose. Sua principal função é a de ser uma fonte de energia limitada.
No fígado representa 10% da massa do fígado e nos músculos representa o 1% de sua massa. Podem ser encontrados em pequenas quantidades em algumas células gliais no cérebro.
O que é o glicogênio?
Devido à capacidade de armazenamento de glicogênio se reduzem as mudanças de seus hospedeiros osmótica que a glicose livre pode provocar no interior da célula e o meio externo.
No caso que lhe organismo ou as células necessitam de energia de emergência, o glicogênio é degradado em glicose, ficando disponível para o metabolismo energético.
No fígado a conversão da glicose armazenada como glicogênio a glicose livre no sangue é regulada pelo glucagon e a adrenalina. O glicogênio hepático é a principal fonte de glicose entre as refeições.
O glicogênio contido nos músculos, é usada como fonte de energia no processo de contração muscular. O glicogênio é armazenado no interior de vacúolos no citoplasma das células que requerem para a glicólise. Os vacúolos contendo as enzimas necessárias transformar por hidrolisis o glicogênio em glicose.
RECOMENDADO Suco verde para desintoxicar
Importância nutricional do glicogênio

É a principal forma de armazenamento dos carboidratos no organismo. Quando se realizam esforços físicos, o glicogênio muscular é degradada em glicose para ser utilizado como energia e combater a fadiga.
As reservas de glicogênio se esgotam com uma determinada velocidade, dependendo do exercício realizado.
Se realizam práticas de exercícios intensos por 15 minutos, é possível perder até 70 de nossas reservas.
O glicogênio e os atletas
As reservas de glicogênio são vitais para os atletas. Contar com um elevado nível de glicogênio lhes permite contar com reservas de energia pura que pode utilizar durante a sua performance.
Para contar com um elevado nível de glicogênio se deve regular a dieta e o treinamento dias antes de uma competição. O processo é conhecido como carga e sobre a compensação de glicogênio.
A sobrecarga permite que o atleta se exercitar por longos períodos de tempo retardando a fadiga.
Para elevar os níveis de glicogênio se deve treinar intensamente por cinco ou seis dias antes da concorrência. Em seguida, a exigência se reduz gradualmente, enquanto se aumenta o consumo de carboidratos.
Recuperar o glicogênio após o treino
Se bem que é importante ter um elevado nível de glicogénio antes de qualquer atividade física, também é importante recuperá-lo depois de treinar.

Recomenda-Se aos atletas consumir suplementos de hidratos de carbono a cada duas horas, sendo a primeira dose de 15 minutos depois do treino.
Em suas refeições devem tomar os suplementos com carboidratos e proteínas.
Também pode beber um litro ou dois litros de água misturada com 70 gramas de suplementos de glicose após o treino. A refeição deve ser consumida de duas horas depois do treino e deve ter um grande aporte de hidratos de carbono.
Lista de alimentos com glicogênio
O glicogênio está em menor ou maior proporção no grupo de alimentos. O alimento que mais contém são o mel e a geléia real.
As farinhas são também uma grande fonte de glicogênio. Recomenda-Se que os alimentos ricos em glicogênio fazem parte do café da manhã como o iogurte, a aveia e a geléia.
RECOMENDADO Para que serve a berinjela roxa?
Encontra-Se em menor medida, nas massas, lentilhas e chocolate.
Entre os alimentos ricos em glicogênio se tem:
Aveia
A aveia ajuda a armazenar glicogênio no corpo. É um dos melhores alimentos para atletas de alta intensidade e pessoas que necessitam de elevadas quantidades de energia. A aveia é um carboidrato complexo, por isso é digerido lentamente. Recomenda-Se consumidor aveia com leite e passas para um maior aporte de carboidratos.
Sucos
É a forma mais simples de obter glicogênio. Se recomida para obter glicogênio antes e depois do exercício. Não deve contar com adoçantes ou edulcorantes.
Massa integral
A massa integral é um grande alimento para aumentar as reservas de glicogênio no corpo. A massa branca pode causar hipoglicemia, pois não é um carboidrato complexo. Os carboidratos complexos aumentam os níveis de energia de forma estável e lenta.
Iogurte
Contém carboidratos e proteínas. Contém lactose, que produz glicogênio. Recomenda-Se consumir iogurte com baixo teor de gordura para que não interfira com o treinamento.
Outros alimentos são:
Torradas integrais.
Cereais.
Barras energéticas.
Frutas como banana, abacaxi ou pêssego.
Contra-indicações
Os hidratos de carbono na dieta podem ter algumas contra-indicações se você sofre de algumas doenças como:
Hiperglicemia: Se o seu corpo não utiliza adequadamente a glicose ou se esta se acumula mais no seu organismo não é muito aconselhável consumir carboidratos que pode provocar dor de cabeça, letargia e sensação de desmaio.
Obesidade: o acúmulo de glicose dos carboidratos pode fazer com que seja armazenado como células adiposas. Se procura perder peso, deve-se reduzir o consumo de carboidratos.
Risco de diabetes: Os carboidratos aumentam o risco de diabetes e são, além disso, do principal grupo alimentar controlado quando se padece de qualquer dos dois tipos de diabetes.

Fonte:
(1) https://es.wikipedia.org/wiki/Glucógeno
(2) https://guiafitness.com/el-glucogeno-en-los-alimentos.html
(3) https://www.vitonica.com/carrera/como-recargar-los-depositos-de-glucogeno-postentreno
(4) https://muyfitness.com/efectos-secundarios-comer-info_25727/