Propriedades da mel de agave

Propriedades da mel de agave

O mel de agave vem de uma planta conhecida como agave azul, que cresce no sul dos Estados Unidos, américa Central e do Sul. Obtém-Se, desde tempos imemoriais, fervendo a penca do agave azul, até há pouco tempo não se conhecia de todo, as suas propriedades adoçantes, pois, esta planta é empregada para a produção de tequila. Para preservar os benefícios do mel de agave, esta deve ser armazenada a menos de 40 ºC.

Composição do mel de agave
Vitaminas: A, B, B2 e C.
Bifidobactérias.
Fructoligosacáridos.
Minerais: Ferro e fósforo.
Livre de glúten.
Inulina.
Proteínas.
Niacina.
Benefícios
O consumo de mel de agave oferece os seguintes benefícios:
Favorece a absorção de cálcio e manganês, o que é ideal para prevenir e ajudar no tratamento da osteoporose.
A inulina favorece o trânsito e as funções intestinais.
É ideal para os celíacos, pois não contém glúten.
Seu conteúdo de bifidobactérias impede o crescimento e proliferação de bactérias, como a e. Coli, Listeria, Shigella e Salmonella.
Favorece o crescimento da flora intestinal por suas propriedades probióticas, o que ajuda as pessoas que sofrem de prisão de ventre, diarréia e gastrite a digerir melhor os alimentos.
Baixa os níveis de colesterol e triglicéridos no sangue.
Desintoxica e drena veias e artérias.
Seu alto teor de fructoligosacáridos favorecem a eliminação de gorduras e toxinas, o que favorece a perda de peso das pessoas que consomem mel com regularidade.
Ao ser frutose e glicose não, não favorece o crescimento de bactérias nocivas sobre os dentes, o que previne o aparecimento de cáries.
Seu consumo é recomendado para as pessoas diabéticas, já que a frutose não necessita de insulina para ser metabolizada no organismo. Outro ponto a considerar é que o baixo índice glicémico de mel, não altera os níveis de açúcar no organismo.
RECOMENDADO Propriedades da L-Carnitina
Nota importante
Como bem diz um famoso ditado popular, “nem tudo que reluz é ouro”, neste caso, aplica-se o mesmo, não podemos nos deixar enganar pelo dourado, cor de mel de agave comercializada, pois, não é mel de agave natural.
É um xarope produzido industrialmente com o interior da penca de agave azul, até lá, o processo é semelhante ao da fabricação de mel tradicional, a diferença reside nas altas temperaturas usadas para obter o “mel” que destroem todos os benefícios acima mencionados.
Este xarope comercial somente oferece os benefícios de um adoçante natural adequado para diabéticos, ou seja, de alto teor de frutose com a solubilidade de mel tradicional, o que lhe permite ser misturado com sucesso em bebidas frias ou quentes, receitas de sobremesas e outros.

Cabe destacar que, se é utilizado para substituir o açúcar em receitas, devemos usar 25% a menos do que o indicado, pois o mel é muito doce e pode vir a alterar o sabor final.
O consumo continuado de frutose pode afetar o fígado, que é o encarregado de metabolizar este composto, provocando problemas como o fígado gorduroso, aumento dos triglicérides e do açúcar no sangue, aumentando o risco de desenvolver diabetes tipo 2.
Tudo em excesso é prejudicial, o Que podemos fazer para evitar esses problemas e aproveitar os benefícios do mel de agave? Em primeiro lugar, devemos restringir o seu consumo, e o de produtos adoçados com ela, e em segundo lugar, devemos assegurar-nos de comprar mel de agave tradicional mexicana e não o xarope comercializado como mel.
RECOMENDADO Para que serve o iogurte grego?
Se nós asseguramo-nos de cumprir os dois pontos anteriores, podemos desfrutar de mel de agave sem problema algum, equilibrando os benefícios com seus efeitos adversos.